Linha do Tempo

Brasília, 9 de março de 1960

Preparativos para a inauguração – De Brasília, a Agência Nacional recebe o seguinte comunicado, que distribui à imprensa:

“Os canteiros estão sendo cobertos de plantas e flores e o trabalho de asfaltamento de grandes áreas nesta cidade prossegue em ritmo acelerado, visando dar aos brasileiros e estrangeiros que aqui vierem a vinte e um de abril uma visão panorâmica da ‘cidade do século’. Já estão limpas todas as áreas que circundam as super-quadras dos edifícios de apartamentos do Eixo Rodoviário no Plano Piloto. O plantio de grama já ganha novo ímpeto, o mesmo acontecendo com a parte de iluminação pública que deverá estar funcionando em todo o plano até o fim do mês um curso. As ruas estão com seu aspecto de vias de acesso de uma cidade que já vive muito. Os observadores acreditam que a cidade se constituirá na maior surpresa mesmo para os mais céticos e pessimistas na data de sua inauguração, comprovando a capacidade realizadora do povo brasileiro.”

Palácio do Planalto – A imprensa divulga que os visitantes de Brasília já podem ler, em uma das paredes do Palácio do Planalto, situado na Praça dos Três Poderes, a seguinte inscrição histórica:

1789 – Os Inconfidentes mineiros incluem em suas reivindicações a idéia de interiorização da capital do país, reivindicação igualmente expressa nas Constituições de 1822, 1891, 1934 e 1946. Em 1955, Juscelino Kubitschek de Oliveira é eleito, a 3 de outubro, Presidente da República dos Estados Unidos do Brasil. Em 1956, o Presidente Juscelino Kubitschek, em abril, remete ao Congresso Nacional mensagem em que solicita a criação da Companhia Urbanizadora da Nova Capital, Novacap. A 19 de setembro sanciona a lei aprovada pelo Poder Legislativo e nomeia seu presidente Israel Pinheiro da Silva. Em 1960, convicto da grandeza do empreendimento e lutando decididamente contra todas as dificuldades, o Presidente Juscelino Kubitschek concretiza sua promessa de candidato, entregando ao povo brasileiro a nova capital – Brasília”.

 

A rotina do planalto central gira em torno de preparativos para a inauguração da nova capital: os prédios político-administrativos recebem retoques finais, a iluminação pública deverá estar funcionando até o fim do mês e o asfaltamento de vias públicas ocorre em ritmo acelerado. Na imagem, profissionais  de imprensa realizam a cobertura da construção do Congresso Nacional entre 1959 e 1960 (Foto: Arquivo Público do DF)

Trackback do seu site.

Deixe um comentário

Brasília, 7 de março de 1960

Museu da República – O Presidente Juscelino Kubitschek assina decreto na pasta da Educação de inclusão no Museu Histórico Nacional de diversos órgãos, entre os quais a Divisão de História da República, com sede no Palácio do Catete, devendo seu funcionamento iniciar-se a partir de 22 de abril de 1960. Nunciatura Apostólica – No Gabinete do Ministro das Relações Exteriores, no Palácio do Itamarati, Rio de Janeiro, realiza-se a cerimônia da assinatura das escrituras de doação, à Santa Sé, do terreno destinado à construção do edifício da Nunciatura Apostólica em Brasília. Do ato participam o Ministro Horácio Lafer, o Núncio Dom Armando Lombardi e o Presidente da Novacap. O lote doado é o de no. 1, localizado, como o de todas as representações diplomáticas, em Brasília, na avenida que corre ao longo do grande lago em formação com o represamento das águas do rio Paranoá. O representante da Santa Sé, Monsenhor Lombardi, palestrando com os presentes, manifesta o maior entusiasmo pela construção de Brasília, considerando essa obra grandiosa, de afirmação do gênio criador, da capacidade técnica e do patriotismo do povo brasileiro, a realização da maravilhosa visão de S. João Bosco, que profetizou uma grande civilização no Planalto Central do Brasil, justamente no lugar onde se formava um lago. Pouco antes da solenidade os presentes tiveram o ensejo de apreciar a planta do edifício a ser construído. Trata-se de trabalho do Sr. Contardo Bonicelli, professor de Arquitetura e Urbanismo da Escola Nacional de Engenharia da Universidade do Brasil. O autor, palestrando com as autoridades e jornalistas presentes, explica que teve em mente, ao projetar o edifício, dar-lhe um aspecto de simplicidade mas com a majestade de um verdadeiro Palácio-Jardim, pois conterá nada menos de nove pátios internos ajardinados, alguns cobertos com pérgolas, contornados por grandes galerias, de sorte a imprimir ao conjunto não só um aspecto artístico moderno, em perfeita consonância com as linhas clássicas, como formar um ambiente propício à meditação. Dominando o edifício, colocou o autor uma grande cruz, a ser revestida de painéis de cerâmica a fogo, com todas as passagens da vida de Jesus. A área coberta terá 3.100 metros quadrados de construção. O custo estimado do edifício da Embaixada da Santa Sé em Brasília vai ser enviado ao Vaticano, a fim de receber a critica das autoridades competentes, podendo receber ou não modificações. Logo que for aprovado o projeto definitivo, terão inicio as obras em Brasília. I.A.P.C. – O Grupo de Trabalho de Brasília recebe do Instituto dos Comerciários mais 432 apartamentos construídos em Brasília. Na oportunidade, durante a cerimônia realizada no Rio de Janeiro, na sede do DASP, o Presidente do Instituto revela que a obra, a menos dispendiosa já realizada na América Latina, teve seu custo por metro quadrado inferior a nove mil e quinhentos cruzeiros.

Foto: Arquivo Público do DF

Telecomunicações  – O Presidente Juscelino Kubitschek autoriza, despachando exposição de motivos do Ministro da Viação, a aquisição de equipamentos necessários à rede de telecomunicações entre o Rio de Janeiro e Brasília.

Instituto Superior de Estudos Brasileiros – Inaugurando a série de conferências promovida pelo I.S.E.B. sobre “Brasília e o Desenvolvimento Nacional”, o senhor João Guilherme Aragão, Diretor Geral do DASP, profere no Rio de Janeiro uma conferência sobre as atividades do Grupo de Trabalho em Brasília.

Brasília, 10 de março de 1960

Missão Polonesa – Visitando Brasília, o Chefe da Missão Comercial Polonesa, Senhor Fraciszek Morsewsky, declara-se entusiasmado com tudo o que vê, afirmando que o espírito de trabalho na área da futura Capital é dos mais afanosos e excede tudo quanto se pode esperar. Inauguração – O Senhor Carlos Alberto Quadros, Diretor do Departamento de Relações Públicas da Novacap, informa à imprensa que serão expedidos mil e oitocentos convites especiais a todos os países amigos, para as cerimônias que serão realizadas no próximo dia 21 de abril. Para a acomodação destes visitantes ilustres, a direção da Novacap já está tomando as devidas providências, estando no esquema a ocupação de todas as dependências do Brasília Pálace Hotel.  

Entre 1956 e 1960, grupos de visitantes são apresentados, em visita guiada, à construção e à concepção da nova capital do país (Foto: Arquivo Público do DF)