Linha do Tempo

Brasília, 5 de janeiro de 1960

Caravana de Integração Nacional – A imprensa divulga que dois grupos de reconhecimento, tendo à frente, cada um deles, um Oficial do Exército e um engenheiro do Departamento Nacional de Estradas e Rodagem, já iniciaram os trabalhos de que foram incumbidos tendo em vista a posterior execução dos deslocamentos das Colunas Sul e Leste que se encontrarão, em Brasília, no próximo dia 1º. de fevereiro, com as que procederão do Norte e do Oeste do país.

Constituirão essas colunas a Caravana de Integração Nacional, integrada por Governadores de Estado, pelo Prefeito do Distrito Federal, dirigentes da indústria automobilística e autoridades ligadas a esses setores das metas governamentais, que o Presidente Juscelino Kubitschek, acompanhado do Ministério, receberá em Brasília, sendo esse acontecimento parte das comemorações do programa do quarto aniversário do Governo. A finalidade da Caravana de Integração Nacional é demonstrar praticamente que estão prontas e em condições normais de utilização as ligações rodoviárias das diferentes regiões do país com a futura Capital.

As colunas de reconhecimento partiram dia 3 de janeiro, do Rio, deslocando-se a primeira delas para São Paulo, de onde seguirá para Matão, Prata, Goiânia, Brasília, retornarão da futura Capital por Paracatu, Três Marias, Belo Horizonte, Juiz de Fora e, finalmente, Rio. A outra, depois de São Paulo, demandará Capão Bonito, Curitiba, Lajes e Porto Alegre. Essas colunas, além de verificar o estado das rodovias, entrarão em entendimentos com as autoridades das localidades por onde passarem, tendo em vista o plano e a finalidade da caravana, data de sua passagem e outras providências relativas ao empreendimento.

Trackback do seu site.

Deixe um comentário

Brasília, 4 de janeiro de 1960

Sinfonia de Brasília – O Serviço de Radiodifusão Educativa do Ministério da Educação e Cultura anuncia a próxima divulgação das condições do concurso “Sinfonia de Brasília”, com prêmio de Cr$ 500.000,00 ao compositor colocado em primeiro lugar. A comissão julgadora será composta de três membros, sendo seu presidente o Diretor do Serviço de Radiodifusão Educativa. Os outros dois membros são vultos conhecidos nos meios musicais brasileiros, pois são homens que labutam no terreno da crítica musical há muito tempo. São eles os críticos musicais Otávio Beviláqua, do vespertino O Globo; e o Professor Andrade Muricy, do Jornal do Comércio. Turismo – A Comissão Brasileira de Turismo discute, em reunião, a possibilidade de instalação de um Bureau de Turismo em Brasília, para funcionamento por ocasião e depois da transferência da Capital. Discurso presidencial – Em Brasília, nas festas comemorativas ao aniversário do Senhor Israel Pinheiro, presidente da Novacap, o ministro José Sette Câmara, Chefe do Gabinete Civil da Presidência da República, lê um discurso do Presidente Juscelino Kubitschek, impedido de comparecer por motivos de saúde. Prefeito do Distrito Federal – A convite do Presidente Juscelino Kubitschek, visita Brasília o Senhor J.J. de Sá Freire Alvim, Prefeito do Distrito Federal.

Brasília, 6 de janeiro de 1960

Supremo Tribunal Federal – Uma comissão constituída dos Ministros Nelson Hungria, Cândido Mota Filho e Antonio Villas Boas, e que contará com a assistência de um engenheiro arquiteto, é designada para estudar in loco o problema da transferência do Supremo Tribunal Federal para Brasília na data fixada em lei. Caberá à comissão examinar não só os problemas de mudança dos diversos setores do Tribunal naquela data, mas, também, dos Ministros e funcionários, com suas respectivas famílias. Será, por isso, dada atenção especial ao problema da moradia e também das próprias condições de funcionamento do Tribunal. Participam da reunião todos os Ministros do Supremo, tendo sido eleita a comissão de acordo com a Lei no. 3.273, de 1957, pela qual incumbe ao Tribunal adotar as providências necessárias para a efetivação da medida.