Aniversário de Brasília – Cinquentenário em debate

Escrito por Brasília Poética em . Postado em Blog do Velho Ranja Sem Comentários

Aniversário de Brasília
Cinquentenário em debate

A Comissão UnB 50 anos de Brasília reúne-se novamente no próximo dia 21 para retomar o planejamento das ações comemorativas do cinquentenário da cidade. Formado por professores, jornalistas, ex-alunos e decanos da Universidade de Brasília, o grupo vai criar um calendário de atividades para lembrar o aniversário da inauguração da capital federal. Integram a comissão o reitor da UnB, José Geraldo de Sousa Júnior, o chefe de gabinete do reitor, Nielsen de Paula Pires, o chefe da Secretaria de Comunicação, Luiz Gonzaga Motta, o vice-reitor, João Batista de Sousa, e os decanos da UnB Rachel Nunes da Cunha, Márcia Abrahão Moura, Wellington Lourenço de Almeida, Pedro Murrieta Santos Neto e Denise Bomtempo Birche de Carvalho. Ainda fazem parte do grupo os professores da UnB Aldo Paviani, Luís Humberto Miranda Martins Pereira, José Carlos Coutinho, Bárbara Freitag Roaunet, Vladimir Carvalho, Roberto Armando Ramos de Aguiar, Norberto Abreu e Silva Neto, João Antonio de Lima Esteves, Sylvia Ficher e Cristiano Otávio Paixão Araújo Pinto. Completam a lista o jornalista TT Catalão, o secretário Extraordinário de Ensino Integral do GDF; Marcelo Aguiar, a ex-aluna da UnB Ana Maria Lopes e o presidente da Associação de Alunos de Pós Graduação da universidade, James Lewis Gorman Júnior.

(transcrito do Correio Braziliense, 2 de maio de 2009)

 


Trackback do seu site.

Deixe um comentário


Leia também:

A passagem de Tom Jobim e Vinícius de Moraes pelo Catetinho

O texto de Antônio Carlos Jobim Setembro, sertão no estio. Frio seco. Altitude aproximada: 1.200 metros. Ar transparente, céu azul profundo, primavera e pássaros se namorando. Campos gerais, chapadões dos gerais. Cerrado e estirões de mata à beira dos rios.…

Alvorada de Espelhos

Alvorada de Espelhos Por Clemente Luz O imenso louva-a-deus traçado no papel, antes promessa da presença da cidade, já tem forma e base sólida no chão do planalto. No local mesmo onde a visão do profeta viu “que se formava…

Bernardo Sayão

Da morte emerges, Bernardo Sayão, e com que pureza! Assim te revemos, os que nunca te vimos, e não há em nós nenhuma surpresa. Assim te revemos, sertanejo tranqüilo, no retrato que te faz surgir num descampado, o olhar firme, …