12 de dezembro de 1957

Escrito por Brasília Poética em . Postado em O dia-a-dia da Construção Sem Comentários

Discurso presidencial – Discursando em Belo Horizonte, no sexagésimo da fundação da Cidade, o Presidente Juscelino Kubitschek assim se refere a Brasília:

"Na vossa ambição de progresso, na vossa lição de pioneirismo, na desmedida audácia daqueles que criavam esta cidade, o Brasil está-se inspirando para edificar Brasília.
Se nós mineiros fizemos, construímos em tempo mínimo Belo Horizonte – por que do esforço, da tenacidade do Brasil inteiro não poderá nascer Brasília?
Ufano-me de que tenha cabido a um homem desta região a oportunidade de concretizar esta velha aspiração pioneira, da mudança da capital para o lugar exato, que significa uma acertada medida de defesa do Brasil, de posse integral do Brasil, de conquista efetiva de uma das zonas mais admiráveis e fecundas de nosso imenso território.
A idéia de Belo Horizonte teve os seus inimigos, os seus detratores, os seus velhos do Restelo a protestar contra a ousadia, que tão temerária lhes parecia. Que é feito deles, que é feito dos argumentos especiosos, das observações maliciosas tendentes a desencorajar a fundação de nossa cidade? (…)
(Diário de Brasília)


Trackback do seu site.

Deixe um comentário


Leia também:

A passagem de Tom Jobim e Vinícius de Moraes pelo Catetinho

O texto de Antônio Carlos Jobim Setembro, sertão no estio. Frio seco. Altitude aproximada: 1.200 metros. Ar transparente, céu azul profundo, primavera e pássaros se namorando. Campos gerais, chapadões dos gerais. Cerrado e estirões de mata à beira dos rios.…

Alvorada de Espelhos

Alvorada de Espelhos Por Clemente Luz O imenso louva-a-deus traçado no papel, antes promessa da presença da cidade, já tem forma e base sólida no chão do planalto. No local mesmo onde a visão do profeta viu “que se formava…

Bernardo Sayão

Da morte emerges, Bernardo Sayão, e com que pureza! Assim te revemos, os que nunca te vimos, e não há em nós nenhuma surpresa. Assim te revemos, sertanejo tranqüilo, no retrato que te faz surgir num descampado, o olhar firme, …